sexta-feira, junho 16, 2006

Frio.

Sem vontade de rezar,
Bem assim que se define,
Sem querer ser notado,
Pior quando sumiu.
Nada, pior quendo se percebe,
O que evidencia, é o que se esconde.
Tentar ir embora, mas não ter pra onde.
Não há espaços nos devaneios,
Abrupto, que não tem meio.
Ilusão que semeou,
Daí então, não mais se consolou.

1 Comments:

Anonymous Melzinha said...

"O que evidencia, é o que se esconde.
Tentar ir embora, mas não ter pra onde."

28/8/06 14:10  

Postar um comentário

<< Home